UA adquire cadeira com verticalização para cedência temporária aos estudantes da UA


Na continuidade das políticas de inclusão que a Universidade de Aveiro tem vindo a pôr em prática, a Reitoria adquiriu uma cadeira de rodas de propulsão manual e verticalização eléctrica para uso exclusivo nos laboratórios ou noutras salas de aula da UA, onde decorram trabalhos escolares que justifiquem a sua utilização. Graças à verticalização, os estudantes portadores de deficiência poderão realizar os seus trabalhos com maior autonomia e conforto.

A UA tem procurado, de várias formas, tornar-se, cada vez mais, uma universidade inclusiva, proporcionando aos seus estudantes com necessidades especiais (NEEs), dentro do que é viável, condições para que possam prosseguir os seus estudos em situação de igualdade de oportunidades.

A Reitoria possui, desde Maio passado, uma cadeira de rodas manual para empréstimo temporário a qualquer membro da comunidade académica, com preferência a alunos que utilizam este auxiliar de locomoção.

Para além disso, um olhar atento descobrirá, no Campus Universitário, rampas de acesso aos edifícios, desnivelamento de passeios, sanitários adaptados, uma residência com condições para alunos com deficiência motora, e plataformas elevatórias no Complexo Pedagógico e Serviços de Acção Social.

De referir, ainda, a existência de serviços e gabinetes com algumas funções específicas na área das necessidades especiais: o Gabinete Pedagógico, que centraliza o apoio aos estudantes com NEEs; a Biblioteca da UA, que disponibiliza serviços e equipamentos específicos para utilizadores invisuais, amblíopes e com deficiência motora; os Serviços Técnicos, que cuidam das acessibilidades físicas; os Serviços de Acção Social, os Serviços Académicos, a Associação Académica, bem como, os docentes que adequam os métodos de ensino e avaliação a cada caso; e um grupo de investigadores que está à procura de soluções para resolver situações mais complexas dos nossos estudantes com NEEs, nomeadamente na área da surdez.

No fundo, como refere a Dra. Gracinda Martins, coordenadora do Gabinete Pedagógico, «todas as pessoas que fazem parte da UA – docentes, alunos e funcionários - têm vindo a demonstrar uma grande sensibilidade e boa vontade na eliminação dos obstáculos da diferença. No presente ano lectivo, são 60 os alunos com necessidades especiais (portadores de deficiências motoras, sensoriais, doenças crónicas, dislexia, síndrome de asperger, entre outras) que frequentam a UA, em cursos de formação inicial e pós-graduação e ensino pós-secundário. Sabemos que há ainda muito para fazer na área da inclusão e a nossa insatisfação não terá fim … usá-la-emos como incentivo para fazermos mais e melhor».

Para mais informação relativa à inclusão dos estudantes com necessidades especiais, os interessados podem contactar o Gabinete Pedagógico, pelo tel.: 234 370 206 ou pelo email: gracinda@ua.pt.
Deficiente-Fórum

Comentários