Comemorações dos 50 anos do Centro Medicina de Reabilitação de Alcoitão

Meio século depois de ter sido inaugurado, o Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão prossegue a sua atividade de excelência na reabilitação. O Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA) completa, no próximo mês de Abril, 50 anos de existência, 50 anos de excelência em reabilitação.

Apesar de ter começado a ser construído em 1956 por iniciativa do então provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, José Guilherme de Mello e Castro, só dez anos depois abriu as portas ao primeiro doente, começando então a funcionar em pleno. Duas exposições fotográficas, uma de fotografias antigas e de alguns objetos simbólicos da história do CMRA e outra dos utentes e das suas conquistas de todos os dias, são algumas das iniciativas que fazem parte das comemorações.

O estabelecimento de novas parcerias com subsistemas de saúde, como a Medis, assinalam também o 50.º aniversário do Centro. Palestras, aulas de dança, workshops, demonstrações e competições desportivas, entre outras atividades estão igualmente programadas, tendo em vista a consolidação do espírito de grupo e de pertença à instituição.

Várias efemérides e eventos culturais vão ainda marcar os 50 anos de existência do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão, até ao final do próximo ano. Hoje, como há meio século, o CMRA prossegue o seu trabalho de excelência de reabilitação, reconhecido internacionalmente, sobretudo no campo das lesões vertebro-medulares e das sequelas das doenças neurológicas, estendendo a sua atuação à área pediátrica.

A “Excelência em Reabilitação” que há 50 anos distingue o Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão deve-se, sobretudo, ao esforço, dedicação e empenho de todos os colaboradores das várias áreas profissionais que trabalham, em conjunto, para o bem-estar dos utentes.

Fonte: cmra

Comentários