Tenham mais um bocadinho de paciência connosco


Acho tão triste ver dependentes com roupa toda torta, cabelo todo despenteado, tubo da algália bem visível por baixo da roupa, pelos do nariz enormes e cheios de secreção, grandes partes do rosto com a barba mal feita, meninas sem terem maquilhagem como desejariam e cabelos com penteados a seu gosto.

Mas isto acontece muitas vezes. Fazermos o quê? Pedimos que façam assim ou daquela maneira, mas de tanto pedirmos e tudo continuar igual, acabamos por ceder e ir assim para a rua. Eu consigo com adaptações, bem ou mal, limpar o nariz, pentear-me, fazer a barba...mas muitos não o conseguem, e quem lhes faz essas tarefas nem sempre têm tempo, paciência, estrutura, boa vontade e amor. Tenho que tentar compreender.

A foto que vos mostro, é das minhas calças. Reparem como estão tortas e desenquadradas. Claro que pedi ao meu auxiliar para me as endireitar. Tentou, tentou e segundo ele não conseguia melhor. Aceitei, agradeci o seu esforço e fiquei dia todo com elas a entortarem cada vez mais. Nem imaginam como detestamos andar mal arrumados! Mas não temos outra alternativa. Não depende de nós...

Comentários

  1. Eu entendo como se sente, eu gosto muito de arranjar o meu namorado para sairmos, não gosto de o ver desarrumado, nem com a roupa torta, a nós não nos custa assim tanto endireitar as calças, mas há que haver um pouco de respeito pelas pessoas de quem gostamos...espero que encontre alguem que o possa ajudar com um pouco de mais carinho pelo proximo

    ResponderEliminar
  2. Poxa!
    Parece que as coisas são semelhantes em qualquer lugar do mundo. Isso é triste, mas não deveria ser.

    ResponderEliminar
  3. BROKEN, meu auxiliar tudo fez para endireitar as calças. Mas não conseguiu.
    Parabéns por cuidar com carinho do seu namorado.

    DIA, só muda o nome do país.

    Fiquem bem e obrigado pelos comentários.

    ResponderEliminar
  4. Pôxa Eduardo, isso parece algo simples ou um preciosismo da nossa parte, mas tem tudo a ver com nossa auto-estima e até com o conforto!
    Uma atenção a mais, pode fazer toda diferença!
    Fica bem cara!

    Flávinho.

    ResponderEliminar
  5. É verdade, Flávinho! Mas sabes como é, pedimos tanta coisa que chegamos numa altura que deixa andar.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  6. http://aperoladanet.blogspot.com/2010/11/um-poema-em-forma-de-post.html

    ResponderEliminar
  7. Ó Joaquim Simões, muito obrigado pelo abraço!
    Fique bem

    ResponderEliminar
  8. Mininuu... caiu feito uma luva esse seu post, pois é o que sempre falo. Ainda bem que minha irmã tem a maior paciencia comigo e me arruma, as vezes da uma certa irritabilidade, mas a gente vai levando.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Todos mesmos problemas, Inês!
    Ser dependente não é fácil. E as vezes que nós pedimos de uma maneira. e eles dizem que assim está bem?
    Só que se pedes o cabelo penteado de uma maneira, tu que sabes. Não somos crianças. Sabemos o que e como queremos.
    Fica bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário