Lançado serviço destinado a doentes com esclerose múltipla

Já está disponível um novo serviço destinado aos doentes com esclerose múltipla (EM). O Nextcare garante um apoio gratuito, completo e personalizado, 24 horas por dia, 365 dias no ano e tem como objectivo ajudar todo os doentes a desenvolver uma maior autonomia e controlo no seu dia-a-dia e aumentar a sua qualidade de vida, através de um acompanhamento físico e telefónico regular, com o apoio de enfermeiros especializados na área.

O Programa está disponível a nível nacional através do telefone 800 24 30 24.

O programa inclui três vertentes: Nextcare Phone (linha gratuita de apoio), Nextcare Home (apoio gratuito de enfermagem ao domicílio) e Nextcare Info (materiais informativos sobre a doença e o programa).

Actualmente estima-se que a EM afecte cerca de 5.000 doentes portugueses. Esta é uma doença com grande repercussão social que impacta maioritariamente adultos jovens, entre os 20 e os 40 anos, principalmente do sexo feminino (duas mulheres por cada homem).

Numa fase inicial, durante o primeiro mês, o doente receberá todas as semanas em sua casa a visita de um enfermeiro para o ajudar na administração do seu tratamento e apoiar as suas necessidades físicas e psicológicas.

Após esta fase, o doente poderá solicitar, se considerar necessário, visitas domiciliárias de enfermeiros através do Nextcare Phone: 800 24 30 24.

Para Helena Cardoso, Enfermeira do Serviço de Neurologia do Hospital Amadora-Sintra, “o objectivo do Nextcare é dar apoio rápido e conveniente ao portador de EM, sendo que o Enfermeiro tem aqui um papel fundamental. Pela relação próxima que os doentes têm com os enfermeiros, existe uma confiança e uma cumplicidade muito importante entre eles. Este serviço vem reforçar ainda mais esta forte ligação, ajudando doentes e famílias afectadas pela EM”.

O Nextcare será implementado pela BioEPi Clinical and Translational Research Center com o apoio exclusivo da Biogen Idec.

Sobre a esclerose múltipla

A EM é uma doença crónica, imprevisível e progressiva do sistema nervoso central, que causa a inflamação e destruição da bainha de mielina – a camada protectora que circunda as fibras nervosas do corpo. Esta destruição pode resultar na deterioração cognitiva, incapacidade física e fadiga. De acordo com dados publicados, esta patologia afecta cerca de 5 mil pessoas em Portugal e mais de 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo.
Fonte: Deficiente-forum

Comentários

  1. Olá Eduardo.
    O Stephen Hawking sofre de uma forma de esclerose lateral amiotrófica e não de esclrose múltipla.
    Continua com o teu óptimo trabalho
    José Pereira (blogdamfr)

    ResponderEliminar
  2. Já está feita a correcção, José.
    Muito obrigado!
    Fique bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário