Minha opinião sobre estabelicimentos de Saúde que já frequentei

CLÍNICA DE SANTO ANTÓNIO NA REBOLEIRA (PARTICULAR): de lá, só péssimas recordações. Muito sofisticada e cheia de preocupações com etiqueta. Não me pareceu preparada para lidar com tetraplégicos. Lá criei minha maior escara até hoje. Saí de lá bem pior do que entrei;

HOSPITAL SÃO JOSÉ EM LISBOA (PÚBLICO): sempre muito bem atendido. Foi lá que fui operado após acidente e destaco seus excelentes profissionais, o mesmo não direi das instalações. Muito antigas e ultrapassadas;

HOSPITAL CUF INFANTE SANTO EM LISBOA (PARTICULAR): acessibilidades péssimas. Até a rampa do portão de entrada não cumpre as regras. Estacionamento outra grande complicação. Num dos edifícios para chegar à sala de espera só se entra pela lateral. Muitas falhas administrativas;

HOSPITAL DRº MANOEL CONSTÂNCIO EM ABRANTES (PÚBLICO): normal;

HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA EM LISBOA (PARTICULAR): muito bons profissionais. Estive lá mais de dois meses internado e fui sempre muito bem tratado. Só lamento a falta de casas de banho adaptadas nos quartos;

HOSPITAL CURRY CABRAL - PAVILHÃO N SERVIÇO DE MEDICINA FÍSICA E REABILITAÇÃO EM LISBOA (PÚBLICO): foi lá que fiz a maior parte da minha reabilitação. Foi a minha segunda casa durante meses. Parece mentira, mas lá sentia-me bem. Enfermeiros da velha guarda, em fim de carreira, com métodos às vezes discutíveis, e já não usados nos tempos actuais. Mas resultavam e eram eficazes.
Como esquecer o Enfº Mão de Vaca (apelido que lhe pusemos)? A funcionária Lina da cozinha? As Drªs Rosa e Conceição e tantos outros? Ali a máquina funcionava;

CLÍNICA DE TODOS OS SANTOS EM LISBOA (PARTICULAR): o mesmo do costume. Só se entra pela porta do "cavalo". Acessibilidades na porta de entrada principal, não há. Casa de banho adaptadas, outro problema;

ABRANFIR-CLÍNICA MÉDICA DE REABILITAÇÃO DE ABRANTES (PARTICULAR): entrar e sair, só com ajuda de terceiros. Não tem acesso;

HOSPITAL CUF DESCOBERTAS EM LISBOA (PARTICULAR): atendimento telefónico péssimo. Muito burocrático. Administrativos confundem tudo. Faxes desaparecem, pago despesa, enviam-me factura para pagar outra vez e desfazer o erro uma aventura.
Só existe uma rampa lateral e na porta principal nada. Chegar ao balcão do bar/restaurante e servir-se em cadeira de rodas, impossível e

CENTRO DE MEDICINA DE REABILITAÇÃO DE ALCOITÃO EM ALCABIDECHE (PRIVADO): já me tinha pronunciado. Veja, aqui.

CONCLUSÃO: para mim o serviço prestado nos públicos é tão ou mais completo que nos privados. Até porque a maioria dos profissionais presta serviço nos dois lados. Existem é bons e maus profissionais.

Comentários