Aldeia inclusiva em Portimão

O presidente Manuel da Luz revelou ao JA que a autarquia está a ponderar construir uma espécie de “aldeia inclusiva” (Aldeia das Sobreiras), na freguesia da Mexilhoeira Grande, numa zona próxima ao autódromo.

“Portimão pode criar uma experiência muito importante em termos de agenda social, criando um projeto-piloto no interior do município”, disse.

De acordo com o autarca, o empreendimento pretende criar respostas sociais ao nível da primeira infância, através de uma creche, do apoio aos desfavorecidos, através de um refeitório e ao nível da terceira idade, com um centro de convívio, que também servirá para pessoas portadoras de deficiência.

“Em tempo de crise, e mais do que nunca, as pessoas devem constituir a grande prioridade das políticas locais”, referiu.

Para além deste projeto, o município de Portimão está a apoiar centenas de famílias que se veem confrontadas com graves dificuldades financeiras e sociais, nomeadamente através do Gabinete de Emergência de Apoio Social, criado há cerca de dois anos.

Assim, para 2011, a autarquia prevê continuar a apoiar diretamente os mais carenciados através da comparticipação de medicamentos (90 pessoas), de bens de primeira necessidade e higiene (150 famílias) e aquisição de bens alimentares (120 pessoas).

A tarifa social da água (643 famílias), o fundo solidário de emergência da EMARP (60 famílias) e o atendimento e apoio social de proximidade (96 famílias) também fazem parte dos apoios prestados pela câmara de Portimão.

Para 2011, a autarquia já anunciou também que vai reforçar a verba destinada ao subsídio de arrendamento em cerca de 500 mil euros, passando agora o valor global para mais de 1,5 milhões de euros. Jornal do Algarve

Comentários