Pessoas com deficiência têm apoio para a instalação da Televisão Digital Terrestre

O apagão do sinal analógico

A três meses da primeira fase de testes da Televisão Digital Terrestre, a maioria dos portugueses desconhece o significado da sigla TDT. Um estudo da Universidade Lusófona mostra que cerca de 90% dos portugueses não sabe o que vai acontecer quando for desligado o sinal analógico.

O apagão do sinal analógico de televisão está marcado para 2012, o corte será realizado de forma faseada de modo a cobrir todo o território nacional. Mas afinal o que é a televisão terrestre e o que vai mudar na vida dos portugueses?

O sinal digital traduz-se numa melhor qualidade de imagem e de som, abrindo a possibilidade de gravar os programas disponíveis nos quatro canais generalistas. O sinal continuará a chegar via aérea e a paisagem urbana não irá mudar, as antenas em cima dos telhados continuarão a existir.

Adaptação à nova televisão

A implementação da TDT terá maior expressão nas famílias que têm apenas os quatro canais em sinal aberto, estes utilizadores representam cerca de 35% dos agregados familiares e neste caso as mudanças são significativas.

"Todas essas pessoas que querem manter os quatro canais em sinal livre e aberto terão de adoptar uma de três soluções: ou compram um televisor novo, adaptam o televisor que já possuem comprando um descodificador ou optam por uma suspensão da televisão", explica Pedro Silva da DECO Proteste.

Os televisores que foram adquiridos até 2009 não estão preparados para receber o sinal digital e nesses casos é necessário um descodificador compatível. Quando for comprar o aparelho de descodificação para o seu televisor, procure sempre na embalagem a referência à norma MPEG-4, é a única que garante a recepção dos quatro canais aberto.

Com estes equipamentos específicos poderá ter acesso a um serviço mais interactivo mas existem vários descodificadores disponíveis com funcionalidades distintas.

"Os mais básicos apenas descodificam e passam a imagem para o monitor e há outros que permitem fazer gravações, permitem ver dois canais em simultâneo, ver um canal enquanto o outro está a gravar, parar a imagem ou voltar para trás", comenta Nuno Baltazar, responsável TV Media Markt.

Apoios do Estado

De acordo com a licença emitida pela Autoridade Nacional de Comunicações à Portugal Telecom, todos os utilizadores que necessitem de um descodificador terão de suportar os custos do equipamento, estando previstas comparticipações em situações pontuais.

Este tipo de apoios está previsto para "cidadãos com necessidades especiais, com deficiência superior a 60%, para beneficiários do Rendimento Social de Inserção, e está também previsto para reformados e pensionistas com pensões inferiores a 500€", explica Paulo Serra, da ANACOM.


Implementação em curso

Depois de Alenquer em Maio, segue-se a zona do Cacém em Julho e da Nazaré em Outubro. Os dados da Televisão Digital Terrestre estão lançados mas 1 em cada 10 portugueses desconhece quando vai ser desligado o sinal analógico de televisão.

Antes de adquirir o seu descodificador, verifique se a sua zona está coberta pelo sinal digital em http://www.tdt.telecom.pt/.

Fonte e vídeo: Expresso

Comentários

  1. Bom dia. Estou a realizar um estudo no âmbito da minha tese de mestrado, sobre pessoas com deficiência motora e que tenham filhos pequenos. Se vir que preenche tal requisito e se quiser participar no meu estudo, seria uma mais valia para mim. Porque todas as associações que ja contactei, fecharam-me as portas. Apenas, quero melhorar mentalidades com o meu estudo. Se estiver interessado, contacte o meu email: sara_gil_correia@hotmail.com

    ResponderEliminar

Enviar um comentário