Marcha Pela Igualdade, dia 11 de Junho de 2011 na Av. da Liberdade em Lisboa



Há mais de um ano que tento em vão, organizar uma marcha/desfile/manifestação nacional de pessoas com deficiência. Por várias razões, ainda não foi possível. Mas graças à ajuda dos meus queridos amigos, Miguel Loureiro e Sandra Freitas, desta vez vai acontecer. Vamos mesmo sair para a rua e contrariar a ideia generalizada de que não saímos, não actuamos.

A todos os meus leitores e amigos, deixo o convite para participarem e divulgarem por favor.


Marcha Nacional Pela Igualdade, a realizar dia 11 de Junho de 2011 na Av. da Liberdade em Lisboa às 14h00.

Somos dois cidadãos portugueses com deficiência, independentes e sem ligação a nenhuma força política, religiosa ou associativa, que cansados de ver os seus sonhos roubados e direitos assassinados, resolveram agir. Queremos sensibilizar a população em geral para a nossa causa. Mostrar à sociedade e poder político, que a deficiência existe e que é vivida todos os dias. Que temos deveres mas também direitos como todos os outros cidadãos. Por isso, resolvemos nos mobilizar e sair para a rua, na tentativa de criar um movimento vivo e unido em prol de uma sociedade mais justa e inclusiva.

Sabemos onde estamos, o que queremos! Queremos ser felizes, respeitados, queremos o nosso espaço, entender que a vida não é tão complicada como nos fazem crer forçando-nos a interiorização da limitação de um caminho traçado. Caminhamos pelo direito a escolher o nosso caminho, para que nos aceitem com as nossas diferenças, mas principalmente que nos deixem fazer acontecer e, por direito, fazer parte deste mundo e com ele interagir.

Excluídos não podemos mais continuar. Nós estamos em todo o lugar e ninguém nos vê. Porquê? Porque se recusam a olhar. Estamos impedidos de entrar num hospital, clínica, restaurante, escola. Afastados do emprego, educação, transportes públicos, impedidos de ter uma simples cadeira de rodas, cegos de atravessar uma passadeira sem ajuda, surdos privados das notícias dos telejornais... Como não agirmos e nos unirmos?!
Vamos também mostrar a todos os outros que estão acamados, totalmente dependentes e seus familiares, que não estão sós. Vemo-nos neles.

Desejamos e precisamos muito da vossa colaboração e participação. Vamos provar que estão errados os que dizem que não somos unidos e incapazes de nos mobilizar. Vamos juntos caminhar por uma sociedade que se deve assumir responsável e inclusiva, em que sejam respeitados os direitos e proporcionadas oportunidades a todos por IGUAL!!

Sigam-nos no Facebook e Twitter

Os organizadores

Eduardo Jorge (tetraplégico e administrador do Blogue Tetraplégicos)
Miguel Loureiro (poliomielite e administrador do Deficiente-Fórum)
Sandra Freitas

Comentários

  1. MUITO BOM MEU AMIGO
    É ASSIM QUE SE VAI
    GRANDE ABRAÇO

    ResponderEliminar
  2. Jeff, depois vou entrar em contacto contigo. Sei que estiveste envolvido na organização da vossa "passeata" em SP.
    Preciso trocar umas ideias contigo.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  3. Grande ideia...
    Espero poder participar!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. E vais participar...não abdicamos da tua presença, Patricia!
    Se puderes divulga no teu blog e pelos teus contactos, por favor!
    Fica bem

    ResponderEliminar
  5. Olá Eduardo,
    Pois é... temos que fazer desta marcha uma grande marcha, esperamos ter centenas ou até milhares de pessoas, deficientes ou não, a causa é que conta.

    Vamos fazer uma grande marcha pela igualdade

    Abraço

    Miguel Loureiro

    ResponderEliminar
  6. Estamos a fazer o nosso melhor para que isso aconteça, Miguel!
    Já somos muitos a trabalhar para que isto aconteça. Agora é esperar que se juntem a nós.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  7. Que ótimo trabalho vocês estão fazendo! Parabéns!

    Que todos se unam a este movimento e que a Marcha pela Igualdade seja um sucesso! E que por onde ela passar, cada pessoa reflita sobre o que ela tem feito no sentido de contribuir para uma sociedade inclusiva.

    Amanhã divulgarei no blog, Eduardo.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  8. Obrigado Vera! Estamos esperançados numa boa adesão. Vamos esperar que vejam a importância que tem a nossa saída para a rua.
    Algo temos que fazer. Só reclamar e ficar no nosso cantinho, não tem adiantado.
    Fia bem e obrigado pela divulgação.

    ResponderEliminar
  9. Olá Eduardo e demais leitores podem contar cmg.

    ResponderEliminar
  10. Obrigado, Vitor!
    É muito importante ter-te connosco.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  11. Amigo Eduardo não tenho visitado o teu blog e o Élio também deixou de ter tempo para voltar a estar comigo, como não uso Facebook só soube agora por uma amiga desta iniciativa e adorava poder participar...
    Mas dia 11 Junho não sei se será uma boa data, sabes que dia 10 é feriado e dia 13 é Dia de Sto António, Lisboa nesse fds vai estar de fds prolongado e por isso quase deserta ou então está a preparar-se para as "Marchas Populares"!!
    Para termos maior adesão a esta excelente ideia, acho que devias escolher melhor a data, não achas?
    Fica a minha sugestão e conta comigo para a "luta" :)
    Um abraço e muita Luz
    Isa

    ResponderEliminar
  12. Isa, pensei que tivesses conhecimento do evento. Mas claro que contamos contigo. Essa questão nem se coloca.
    Irei contactar-te por e-mail.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  13. Amigo Eduardo, o Élio já falou comigo e como vou até França amanhã só quando voltar poderei ficar ao corrente das novidades.
    Mas dia 19 Jan já estarei de volta e prontinha para exercer o meu direito de voto...
    Também gostaria que o Dr. Fernando Nobre fosse o nosso futuro Presidente. Vamos lutar para que os indecisos apostem no candidato independente e que defende a "cidadania" :)
    COMO NÓS NÉ?
    Obrigado por continuares atento e sempre activo.
    Um abraço e muita Luz
    Isa

    ResponderEliminar
  14. Ok, Isa! Que faças uma boa viagem, e tudo corra como desejas.
    Não podemos mudar opinião dos outros infelizmente, mas é triste ver que não levam em conta o curriculum dos candidatos.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  15. Que boa noticia lenita!
    Não se esqueça de divulgar e trazer os amigos, familiares...
    Fique bem

    ResponderEliminar
  16. Ola, vou fazer tudo pela minha presença e fazer com que mais pessoas possam estar ao nosso lado .
    Temos que realmente nos unir e ser vistos e ouvidos pelas dificuldades que algums menos endinheirados nao conseguem avançar .
    Jose Abilio Moreira Gonçalves
    tetraplegico mais FELIZ por vezes claro .
    abraço

    ResponderEliminar
  17. José, tua presença é muito importante. Muitos somos poucos. Temos de nos unir uma vez que seja. Quem sabe se não é só o começo de um grande movimento que lute mais efectivamente?
    Já disponibilizamos fichas de inscrição na nossa página no Facebook (também o irei fazer no blogue). Inscrevam-se por favor.
    Fica bem

    ResponderEliminar
  18. Poderíamos nesse dia aqui no Brasil fazermos essa macha também, para que todos os anos nesse dia irmos para rua e mostrar a sociedade a nossa existência, parabéns há vocês ai em Lisboa, essa é a verdadeira luta para sairmos do anonimato.
    Estarei enviando e-mail ás pessoas aqui no Brasil para que tomemos uma atitude igual á de vocês.

    Vander Santos
    Lauro de Freitas-Bahia - Brasil

    ResponderEliminar
  19. Parabéns pela iniciativa!!!! Apoio-vos na vossa luta... Felicidades!!!

    ResponderEliminar
  20. VANDRER, obrigado e espero que consigas mobilizar teus amigos.

    FILIPA, muito obrigado por nos apoiar. Apareça com os amigos. É muito importante estarmos unidos.
    Fiquem bem

    ResponderEliminar
  21. Olá, parabéns pela iniciativa de vocês. Vou repassar as informações sobre a marcha para pessoas amigas, e assim divulgar mais e mais o evento. Desejamos muito sucesso. Felicidades!!!

    ResponderEliminar
  22. Li hoje a notícia abaixo no Público e acabei por me lembrar da vossa iniciativa.


    Manifestação em Londres contra cortes no apoio aos deficientes

    «Foi uma marcha para mostrar a face mais cruel das medidas de austeridade que o Governo britânico pôs em marcha para reduzir o défice. Milhares de pessoas com deficiência desfilaram junto ao Parlamento para protestar contra os cortes nos apoios sociais que, segundo um estudo recente, vão afectar metade dos beneficiários.
    Muitos dos manifestantes vieram em cadeiras de rodas, outros chegaram acompanhados de cães-guia e outros empunhavam cartazes identificando a condição que lhes limita a vida: autismo, surdez, paralisia cerebral...
    “O Governo está a fazer sofrer os mais vulneráveis e é isso que não me cabe na cabeça”, disse à BBC Amanda Burt, cega de nascença (...). O Governo de David Cameron quer reduzir em 20 por cento os montantes gastos com o subsídio de apoio à deficiência, no âmbito de uma reforma que visa não só a poupança como acabar com o que diz serem abusos. (...)
    Mas as associações acusam a coligação de fazer das pessoas com deficiência bodes expiatórios. “O Governo insiste em classificar a maioria dos que recebem estes subsídios como preguiçosos que não querem trabalhar e que não merecem ajuda”, lamentou Jane Harris, dirigente de um grupo de apoio a pessoas com doença mental (...).»
    In Público, 12/05/2011

    ResponderEliminar
  23. A manifestação aconteceu em Inglaterra mas poderia ter sido em Portugal, pois por cá a "crise" trouxe consigo um pacote de medidas que também incluiram (e prevê-se que incluirão ainda mais) cortes nos apoios dados às pessoas portadores de deficiência.

    Em Inglaterra a implementação destas medidas justifica-se pela necessidade de serem mitigados alguns "abusos"... abusos, pergunto eu? Se se pensar bem, talvez não se tratem de abusos, mas sim da necessidade de aumentar o conforto e a qualidade de vida destes cidadãos que em virtude de serem mais vulneráveis que os demais, devem também ser mais apoiados. Parece(-me) lógico!

    Espero que em Portugal no dia 11 de Junho esta marcha venha a dar frutos, a começar pela sensibilização das pessoas para esta realidade e, claro, apoiada em medidas concretas para a promoção da igualdade no nosso país.

    Ainda bem que existem pessoas com iniciativa e que não "baixam os braços"! :)
    Parabéns pela coragem em criar este evento.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário