domingo, 1 de agosto de 2010

Vila Nova de Gaia quer ser Exemplo no Ensino Especial

O vice-presidente da Câmara de Gaia, Marco António Costa, revelou ontem que quer transformar o concelho num "território de excelência de ensino para crianças com necessidades especiais", aguardando uma audiência com o Ministério da Educação (ME).
"Estamos disponíveis. Não é possível fazer isto sozinhos. Só com o apoio do ME. Queremos que o ME disponibilize meios humanos e pedagógicos e estabilize a política, de forma a serem feitos todos os investimentos nas escolas", explicou. O social-democrata referiu que a proposta de trabalho sobre os alunos com necessidades especiais já foi feita ao secretário de Estado, mas "ainda não tivemos a sorte de ter uma audiência".

A ideia é, explicou, "criar as condições físicas e materiais para garantir o pleno acesso destas crianças a um ensino que se torne capaz de melhorar a sua qualidade de vida e de combater algumas das suas dificuldades", através de professores especializados e adaptações físicas das escolas.

Marco António Costa falava à margem da assinatura de um protocolo que vai permitir dar manuais escolares gratuitos a 11.700 crianças do primeiro ciclo do ensino básico, num investimento de 412 mil euros por parte da autarquia. Para o autarca, "faz sentido poupar, mas nas coisas que não ponham em causa a qualidade e o desenvolvimento. Por isso, a Câmara de Gaia mantém "o empenho em garantir ao máximo investimento nos quadros interactivos, dos quais não recebe um tostão do Ministério da Educação", tendo já equipado "75 por cento das escolas".

Fonte: Público

Sem comentários:

Publicar um comentário